A Cirurgia

Durante todo o processo de decisão e realização de uma mamoplastia de aumento existem diversas opções que devem ser efetuadas de forma a se atingir um resultado ótimo após a transformação das suas mamas. O resultado final de um aumento mamário depende da seleção do implante correto, da escolha da abordagem e plano anatómico adequado. Um plano cirúrgico correto é 90% de todo o processo, o ato cirúrgico em si é apenas um ato / tarefa de um plano bem definido previamente.

Preparação 

Deve chegar à nossa clínica algum tempo antes da hora agendada da cirurgia para permitir que as enfermeiras e o pessoal administrativo confirmem se está tudo preparado. Na hora da cirurgia e quando a sala operatória estiver pronta o Dr. Miguel Andrade irá ter consigo para falarem, efetuar algumas fotografias e iniciar as marcações cirúrgicas.

Anestesia 

Todas as nossas cirurgias de aumento mamário são efetuadas com anestesia local com sedação ou anestesia geral. A paciente fica completamente a dormir e não se apercebe de nada, não sente qualquer dor. A anestesia começa com a inserção de uma linha intravenosa (IV). Através desta veia vão ser dados os fármacos indutores que a vão relaxar e colocar a dormir. Durante a realização da cirurgia através desta veia também vão ser administrados líquidos e outros medicamentos como antibióticos e analgésicos.

Os nossos anestesiologistas utilizam máscaras laringeas o que significa que não necessita de ter um tubo na sua garganta (traqueia) exceto se absolutamente necessário. A vantagem desta técnica de anestesia é que ao acordar não vai sentir nenhuma impressão na garganta o que é comum ocorrer quando se usa um tubo endotraqueal (tubo na sua garganta). Quando caba a cirurgia vai acordar gradualmente nos próximos 60 segundos. Durante o tempo que está a dormir, são usados vários monitores sofisticados para se ter a certeza que está confortável e completamente a dormir sem dores.

Inserção dos seus implantes mamários

Após ser efetuada a anestesia, o seu tórax é desinfetado com uma solução anti-séptica e são colocados campos esterilizados em redor de forma a estabelecer um campo estéril.  É introduzido um anestésico local na região mamária para que quando acordar tenha um desconforto mínimo.

Em seguida é realizado uma incisão mínima (na prega mamária, na areola ou na axila) por onde se efetua um túnel até ao espaço na região mamária onde será colocado o implante mamário. É feita uma cavidade (espaço acima ou abaixo do músculo grande peitoral) onde serão colocados os referidos implantes, após lavagem com uma solução com antibióticos. Depois a prótese é removida da sua embalagem/caixa esterilizada e colocado na cavidade referida.

É necessário que fique com a noção que as próteses mamárias NÃO são inseridas no seu tecido mamário, mas sim DEBAIXO da glândula mamária. Quer os implantes mamários sejam colocados abaixo ou acima do músculo, eles são sempre introduzidos debaixo do tecido mamário.

Funil de Keller (No-touch technique)

Usamos um instrumento especial designado de Funil de Keller para realizar uma técnica em que o implante não toque na pele. Desta forma o implante é transferido da sua embalagem estéril diretamente para a cavidade criada na mama, que também está estéril. Esta manobra minimiza a possibilidade de contaminação e de uma possível complicação infecciosa após a realização da cirurgia. Esta é apenas uma das medidas que utilizamos para minimizar esta possibilidade e desta forma ser possível obter um aumento mamário sem complicações.

Após a inserção dos implantes, confirmamos a simetria e efetuamos os ajustes necessários para dar a melhor simetria possível, quer numa posição deitada, quer sentada. Por fim terminamos com a sutura da incisão com uma sutura absorvível, realização dos pensos e colocação de um soutien de forma a manter os implantes no local desejado.

Recuperação após a cirurgia

Depois de acordar, vai ser transferida para o recobro onde uma enfermeira especialista a vai acompanhar e vigiar até estar completamente acordada. A maioria das pacientes demora 30 a 60 minutos a acordar completamente.

Para mais informações sobre o pós-operatório, clique aqui.

Visitas / Consultas

Após a cirurgia, são marcadas consultas de seguimento para vigilância e monitorização da sua evolução e cicatrizarão.

As consultas de seguimento são muito importantes e não deve faltar às mesmas. Permitem que se controle a evolução da cicatrização, que a cicatriz fique o melhor possível e que os implantes fiquem no local pretendido.